Gestor de viagens: Você sabia que é possível criar uma política verde?

Devido a crescente necessidade de preservarmos o meio ambiente, tem se tornado cada vez mais importante aderir a essa causa não só fora como também dentro do local de trabalho.

Economizar nos papéis toalha, racionar água e imprimir apenas o necessário são atividades bem conhecidas e que podem ajudar a manter o equilíbrio entre desmatamento e consumo em dia.

Em meio a isso, surgiu no ramo de viagens corporativas as políticas de viagens verdes. Novidade entre os gestores de viagens, esse tipo de política tem como objetivo, além de otimizar e reduzir os gastos com viagens corporativas, fomentar ações corporativas sustentáveis e conciliar as questões de desenvolvimento econômico com as de responsabilidade social.

É possível, por exemplo, optar por hotéis que façam coleta seletiva ou utilizem materiais reciclados, direcionar parte da economia gerada para o plantio de árvores e atividades relacionadas.

Com pequenas mudanças em uma política, um gestor de viagens é capaz de diminuir o impacto ambiental gerado durante viagens corporativas seja em pequenas empresas ou multinacionais.

A Kontik é amiga do meio ambiente

A Kontik visa cuidar do meio ambiente assim como se dedica a entregar sempre o melhor para seus clientes. Em 2017 foi criado o Comitê de Sustentabilidade interno onde foi concordado uma parceria com a empresa Ecobraz, que fez a coleta de lixo eletrônico das unidades de Itapeva e Alphaville, em São Paulo.

Nos escritórios é usado um papel A4 feito do bagaço da cana-de-açúcar, uma matéria–prima de baixo custo e menos prejudicial ao meio ambiente, e também utiliza lâmpadas de LED, mais eficientes do que as comuns, pois produzem a mesma quantidade de luz com menos energia.