Protestos no Chile afetam voos; confira

Os protestos que acontecem no Chile desde o final de semana afetaram os voos entre o aeroporto internacional de Santiago e o de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Dois voos da Latam – um de partida e outro de chegada – foram cancelados nesta segunda-feira (21).

Até as 7h30 desta segunda, três voos já haviam decolado para Santiago. Dois deles, um marcado para as 6h45 e um para as 7h05, saíram atrasados e um, marcado para as 7h30, partiu no horário. O voo marcado para as 10h30 está confirmado.

Em nota, a GRU Airport, concessionária responsável pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, informa que, desde as 11h de domingo (20), a sua programação de pousos e decolagens para Santiago, no Chile, está alterada. “A situação excepcional é em função de protestos naquele país.”

A Latam recomenda que os passageiros verifiquem o status do voo no site latam.com. E em caso de cancelamento, eles não tentem ir ao aeroporto de Santiago.

Os passageiros com viagens programadas com origem ou destino em aeroportos do Chile, entre domingo (20) e terça-feira (22), têm a possibilidade de alterar suas passagens sem multa até 20 dias após a data original do voo.

A Gol, que também opera para o Chile, informa que alguns voos podem sofrer alterações nos horários de embarque e desembarque, mas não fala em cancelamento.

A empresa chilena Sky Airline informa em seu site que há dois voos que operam no Brasil que sofreram mudanças nos horários nesta segunda-feira: tratam-se dos voos 600 (Santiago-São Paulo) e 601 (São Paulo-Santiago), que passaram a ter horários de partida às 9h30 e 14h15, respectivamente. Outros dois foram cancelados nesta segunda. São eles: o 622 (Santiago-Rio de Janeiro) e o 623 (Rio de Janeiro-Santiago). Os passageiros que tiverem os voos cancelados podem remarcá-los gratuitamente.

Fonte: G1